Notícias

Hidratação e protetor solar. Os cuidados com a chegada do verão

Data de inclusão: 14/12/2017 14:55

Caminhar, andar de bicicleta ou frequentar academias são os principais meios de manter o corpo e a mente em dia. Mesmo que este seja uma atividade de recreação, longos períodos expostos ao sol devem ser tratados com cautela.

De acordo com a Sociedade Brasileira de Dermatologia, Santa Catarina é o estado com maior incidência de câncer de pele. O estado tem entre 120 a 130 casos de câncer de pele para cada 100 mil habitantes, a maior do País.

Além do câncer, outras enfermidades são comuns nesta época do ano. Com o tempo mais seco e quente doenças como diabetes, doença pulmonar obstrutiva crónica (DPOC), hipertensão arterial e insuficiência cardíaca se tornam mais suscetíveis.

É importante tomar alguns cuidados antes de sair de casa ou de praticar atividade física. Confira abaixo algumas dicas.

  • Antes de sair de casa, vista roupas claras para evitar absorção dos raios solares. Utilize sapatos confortáveis e arejados com meias de algodão para prevenir o umedecimento dos pés;

  • Proteja a cabeça utilizando chapéu de abas largas e óculos com lentes escurecidas.

  • O uso de protetor solar é indispensável. Quanto maior o fator, maior é a segurança contra os raios solares. Áreas do corpo como o rosto, ao redor do nariz e orelhas são os locais que necessitam de mais proteção;

  • Evite realizar atividade física entre as 11h até às 16h. Durante caminhadas, percorra trajetos com sombra, com intervalos para pausas. Não deixe de tomar água para não sofrer desidratação;

  • Durante o banho, regule o chuveiro para água morna para diminuir a temperatura do corpo;

  • Evite permanecer em pé por longos períodos sem caminhar. O ideal é levantar as pernas ao sentar, evitando seu inchaço.

Insolação: Um dos maiores perigos para quem enfrenta um longo período exposto ao sol é a insolação. Sendo uma condição extrema pode causar a morte. Apresenta os seguintes sintomas: Febre alta, pele vermelha e sem suor. Pulso rápido, dores de cabeça, tonturas, confusão e perda de consciência.

Esgotamento pelo calor: Ocorre quando há uma perda excessiva de água através da transpiração. Sensação de cansaço, cãibras, náuseas, vómitos, dores de cabeça e desmaio, são provocadas por pressão arterial baixa.

Em caso de insolação ou esgotamento, devemos colocar a pessoa em um local ventilado, diminuir a temperatura do corpo com panos úmidos, borrifar água fria, elevar as pernas. Em caso de desmaio tentar reanimá-la.

A hidratação é fundamental. Antes e depois de uma caminhada ou atividade física, deve-se repor o líquido perdido. A alimentação também é importante em períodos de calor excessivo. Dê preferência para alimentos leves como verduras e frutas. Evite tomar refrigerantes, optando por água e sucos. Alimentos não conservados no frio, ou expostos por longos períodos ao calor, devem ser evitados, sob risco de intoxicação alimentar.